Santa Edith Stein

Irmã Teresa Benedita da Cruz
(1891-1942)

 

Dia de festa: 9 de agosto

Virgem e Martir  Edith Stein é uma daquelas pessoas cuja vida inteira parece ser um sinal . Ela nasceu no dia do “ Yom Kippur” , o Dia do Perdão Judáico, em 12 de outubro de 1891 em  Breslau, Alemanha  (hoje Wroclaw, Polônia), a caçula de onze filhos, de seus pais judeus , Siegried Stein e Auguste Courant.

Aos seis anos de idade ela insistiu em ser admitida  na escola “ Victoria School” em Breslau e ficou indignada por ter sido encaminhada para o primeiro ano do jardim de infância . Até a idade de 13 anos ela era uma praticante atéia .Até a idade de treze anos, ela estava no seu vigor ateísta. Ela entrou para a Universidade de  Breslau em 1911 para estudar psicologia , mas ela ficou desapontada com o método de seus professores que faziam parte de um movimento o tempo todo tentando reduzir a psicologia a uma ciência empírica como a física e a química."Eu cheguei a sentir que  Breslau não tinha mais nada para me oferecer," ela escreve. "Alguma coisa estava me empurrando para seguir em frente." Em  1913, ela transferiu para a Universidade de  Gotingen para estudar  com Edmund Husserl. Até a idade de treze anos , estava em seu vigor ateísta. Ele teve seu primeiro encontro sério  com o cristianismo ao ouvir  Max Scheler.

A primeira guerra mundial interrompeu sua vida universitária , e enquanto ela corajosamente ofereceu para o serviço de enfermagem , alguns de seus colaboradores filósofos mais próximos morreram em sua frente . Ela nos conta como , em um ponto ,  que ela foi consolar a viúva de um de seus professores favoritos,  Adolf Reinach, que tinha morrido num combate em 16 de novembro de  1917. Ela ficou surpresa ao encontrar consolo devido a grande fé de Anna Reinach . Experiências como esta fizeram repensar  sobre usa religião . No entanto , sua luta continuou .

Em 1916, ela continuou e completou  seus estudos em  Fribourg onde escreveu sua tese de doutorado orientada pelo professor Husserl. Ela ficou a  trabalhar na universidade até 1221. Durante esses anos, ela leu a autobiografia de Teresa de Ávila e tornou-se ciente de estava sendo chamada para se tornar católica ; ela foi batizada em 1º de janeiro de 1922. Ela fez sua Primeira Comunhão no mesmo dia e foi confirmada em 2 de fevereiro . Após sua conversão , sentiu-se atraída para a vida religiosa , mas as circunstâncias obrigaram a adiar sua decisão até 1933. Quando em 1933 ela perdeu o cargo de professora como resultado das leis anti-judáicas , ingressou no Carmelo Teresiano na Colônia , em 14 de outubro de1933, tomando o nome de Teresa Bento da Cruz . Sua família , especialmente sua mãe , ficou profundamente ferida quando ela se tornou uma freira e visto sua decisão como uma espécie de traição do seu próprio povo em sua mais profunda hora de necessidade. No entanto, Edith tinha descoberto um precedente nas Escrituras Hebraicas para o seu chamado misterioso .

Com a ascensão do Socialismo Nacional , cada vez mais as portas estavam fechadas para ela e outros judeus . Por um tempo , ela ainda era capaz de servir como líder no Movimento de Mulheres Católicas. Ela traduziu Perguntas Contestadas de Tomás de Aquino  sobre a verdade e tentou reconciliar a fenomenologia com o pensamento católico, apesar de muitos filósofos e teólogos escolásticos de seu tempo  serem críticos de seus esforços .Em 1933 , ela tinha planejado viajar a Roma, como ela diz “para pedir ao Santo Padre uma audiência particular para uma encíclica contra o anti-semitismo nazista. Em vez disso, ela foi capaz de enviar uma carta que foi entregue ao Papa Pio XI, mas ele nunca respondeu .Nós podemos imaginar o impacto que o Papa teve ao ouvir seu conselho. Mas , uma vez mais seu corajoso e perspicaz  empenho parecia em nada.

Após viver no Carmelo de Colônia (1934-1938), ela mudou-se para o Mosteiro Carmelita de  Echt, Holanda . Quando os nazistas conquistaram a Holanda,  Teresa foi presa, e com sua irmã Rose, foram enviadas para o campo de concentração de Auschwitz. Teresa morreu na câmara de gás  de Auschwitz em 1942 com a idade de 51 anos. Em 1987, ela foi beatificada na Catedral de Colônia pelo Papa João Paulo II. Fora do indizível sofrimento humano causado pelos nazistas na Europa Ocidental em 1930 a 1940 ,a vida bela de dedicação, consagração, oração, jejum e penitência de Santa Teresa não floresceu . Mesmo que sua vida foi apagada pelo mal satânico do genocídio, a memória permanece intacta como uma luz no meio do mal , escuridão e sofrimento. Ela foi canonizada em 11 de outubro de 1998.

Mas o problema com a canonização de Edith Stein vai além de nossos sentimentos sobre os convertidos .  Se proclamando Edith Stein uma santa, o Papa acredita que ele está promovendo a causa do diálogo católico-judeu , ele está errado. A noção da morte de  Edith Stein simboliza a opressão da Igreja Católica no Holocausto , como querem alguns , é repugnante . Stein morreu em  Auschwitz, não por causa de sua fé religiosa  mas por causa de suas origens judaicas , apesar do seu hábito de freira . Tanto quanto a Igreja se preocupou em usar a proclamação da santidade de  Stein como uma ocasião de introspecção sobre o holocausto e promoção do respeito aos judeus, fazendo com que essa mulher simbolizasse o sofrimento dos judeus que é ofensivo para a maioria dos judeus .Abe Foxman corretamente assinalou que ela é uma representante adequada das vítimas judias.

O  problema aqui não é má vontade . O Papa João Paulo II provou várias vezes ser um lutador corajoso pela tolerância e o respeito entre católicos e judeus .  Suas ações falam mais alto do que qualquer palavra .  Mas aí é que está a dificuldade . As palavras associadas com o processo de canonização de Stein  e as noções católicas de sacrifício batem de encontro com os judeus como um desrespeito ao nosso sofrimento e integridade de nossa fé . Falando sobre sofrimento dos judeus em termos católicos o qual não tem paralelo no pensamento judeu é obrigado ofender .

 

Oração de Edith Stein

Senhor , Deus de nossos pais, Vós troxestes Santa Teresa Benedita para a plenitude da ciência da cruz
na hora do seu martírio.
Enchei-nos com esse mesmo conhecimento;
e, por sua intercessão,
permitai-nos sempre procurar depois de Vós a Verdade Suprema , e permanecer fiel até a morte com a aliança de amor ratificada no sangue de Seu Filho para a salvação de todos os homens e mulheres.
Nós vos pedimos por Cristo, nosso Senhor.
Amém .

 

 

-- Fundação Páginas de Maria --
(Foundation Marypages)

Nossa fundação tem o objetivo de desenvolver, expandir e manter o site “Páginas de Maria “ ( Marypages website) para promover a crença Católica Romana e especialmente a Devoção da Abençoada Mãe Maria.
Com a sua ajuda financeira você fará isto possível.
As Páginas de Maria (Marypages) somente pode sobreviver com a sua ajuda!
Você pode tornar-se um colaborador de nossa fundação pela doação de pelo menos 20 euros por ano. Nós então lhe oferecemos:

  • Uma Medalha Milagrosa com a explicação de seus desenhos.

Se a sua doação for de 50 euros ou mais , então você receberá também um bonito rosário com contas de Lourdes.

Qualquer renda extra gerada pela doação para os projetos compassivos com a base Católica. Nós estamos registrados na Câmara do Comércio Flevoland (Chamber of Commerce Flevoland) sob o número 39100629.

Para fazer uma doação, por favor clique no botão abaixo.
Deus te abençoes .
Doação on line –clique aqui !

ONLINE DONATION

 

 

 


 

Visitors: